O tão esperado concurso da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, para ocupação de pelo menos 2.000 vagas, está suspenso desde outubro de 2015. A empresa não se pronunciou concretamente no ano passado e neste ano de 2017 a situação permanece indefinida, apesar dos esforços da representação sindical, que aguarda um posicionamento oficial.

Espera-se uma conclusão do Plano de Desligamento Incentivado para Aposentado (Pdia) para que finalmente haja a realização do concurso. Na prática, esse programa de demissão voluntária, que até fevereiro já contabilizava cinco mil adesões, promoverá uma reestruturação da empresa, inclusive sobre suas reais necessidades de pessoal para os próximos anos.

O edital esperado por todos deverá ofertar vagas imediatas e formação de cadastro reserva para o cargo de Agente de Correios, nas atividades de Carteiro e Operador de Triagem e Transbordo (OTT), de nível médio. Não há confirmação sobre qual será a organizadora, apesar do CESPE/CEBRASPE ser cogitado, por ter sido a responsável pelo último grande concurso, ocorrido em 2011.

O Candidato Precisa ter Paciência e ser perseverante

Apesar de toda essa indefinição, os candidatos que realmente querem prestar esse concurso precisam ter paciência e continuar sua preparação como se nada estivesse acontecendo. O concurso vai sair e quando sair é importante que você permaneça focado e preparado. Estude buscando materiais de qualidade e tendo como objetivo as disciplinas referentes ao cargo que você deseja.

Benefícios oferecidos pelos Correios

No site da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos há informações detalhadas sobre os benefícios que são oferecidos aos funcionários. Confira abaixo:

Plano de saúde: mais de 60 ambulatórios próprios para atendimento médico, odontológico e de enfermagem, gratuito.

Reembolso-creche/Reembolso-babá (R$ 360,20/mês): destinado às mães com filhos de até 7 anos.

Auxílio especial (R$ 571,74/mês): Destinado aos empregados com filhos portadores de necessidades especiais devidamente comprovadas e avaliados pelo serviço médico dos Correios.

Vale-transporte: conforme legislação, o primeiro fornecimento será feito mediante reembolso na folha de pagamento e, após isso, o benefício será concedido em cartão eletrônico, vale em papel ou outro meio utilizado pelo fornecedor. Compartilhamento é de 6% do salário-base proporcional aos dias úteis do mês.

Previdência – POSTALIS: É o instituto de previdência dos empregados dos Correios que visa complementar os benefícios assegurados pela previdência oficial.

Adicional noturno: empregados com jornada normal noturna, mista ou extraordinária recebem adicional noturno de 60% sobre o valor da hora diurna e em relação ao salário-base (a lei prevê até 20%).

Horas-extras: os Correios pagam 70% sobre o valor da hora normal, 20% a mais do que o exigido pela CLT.

Trabalho nos fins de semana: empregados da área operacional com carga de 44 horas semanais, que trabalham regularmente nos finais de semana, recebem um valor complementar de 15% do salário-base. Qualquer empregado, independentemente de sua área de lotação, quando convocado, tem direito a esse adicional proporcional ao fim de semana trabalhado.

Anuênios: 1% sobre o salário-base por ano de serviço prestado. Esse valor é aplicado também sobre a gratificação de função, ou complemento de remuneração singular.

Diferencial de mercado: valor variável e temporário, pago para compatibilizar níveis de salários dos Correios com os praticados no mercado.

Adicional de atividade: valor pago aos empregados do cargo de agente de Correios, que atuam diretamente nas atividades-fim da empresa, tanto na distribuição domiciliar quanto no tratamento de objetos postais e também no atendimento em guichês.

 

Provas de concursos anteriores dos Correios

A expectativa é de que sejam abertas as vagas anunciadas e também haja espaço para formar cadastro reserva para vários Estados da Federação (AM, BA, MG, MS, MT, PE, PR, RJ, RS, SC, SP) e no DF. A maior concentração de oportunidades será nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso, lembrando que, conforme a legislação atual, 10% dessas vagas serão reservadas para pessoas com deficiência (PCD) e 20% para pessoas negras e pardas (PPP).

O salário inicial para os Operadores de Triagem e Transbordo, somado à gratificação (GIP), chegaria a R$ 1.284,00. No caso dos carteiros, soma-se ainda o adicional de distribuição, elevando a remuneração para R$ 1.620,50. Além disso, os admitidos terão benefícios como vale alimentação/refeição (de R$ 971,96 a R$ 1.092,48), vale-transporte, auxílio-creche ou auxílio babá, além de adicionais – de acordo com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) – e a possibilidade de adesão ao Plano de Previdência Complementar.

Para os candidatos aprovados nas provas de conhecimento, haverá também a realização do teste de esforço e, posteriormente, o exame médico admissional.

Apesar da prioridade ser dada para o cargo de Agente de Correios, nas atividades de Carteiro e Operador de Triagem e Transbordo (OTT), espera-se que também sejam oferecidas vagas para o nível superior, a exemplo do que ocorreu em 2011, quando também foram contemplados cargos como Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho.

Saia na frente dos outros candidatos e busque se preparar da melhor maneira possível. Uma das melhores alternativas é o Curso Online da Estratégia Concursos.

Um forte abraço e até a próxima!

Written by Elmar Ricardo
Elmar Ricardo é um empreendedor digital que se dedica a ajudar várias pessoas de segmentos distintos. Nesse trabalho sua proposta é ajudar a todos que tem o sonho da estabilidade de um emprego público e estão lutando para realizar esse sonho.