Uma das piores coisas que pode acontecer a um concurseiro é a reprovação em um determinado concurso no qual você se preparou tanto e no final não teve êxito.

Quando começamos na jornada dos concursos é necessário termos em mente que esse é um processo de médio a longo prazo. Nessa caminhada é natural enfrentarmos alguns revezes. O grande problema é quando o concurseiro começa a enfrentar várias reprovações em sequencia.

Estudar mais seria a resposta que a grande maioria dos concurseiros daria quando enfrenta uma reprovação. Estudar mais é sempre bom mas pode não ser a resposta adequada se você não levar em consideração alguns fatores.

Ao enfrentar uma reprovação ou várias devemos fazer uma análise daquilo que pode ter dado errado na nossa preparação para fazer os ajustes necessários e fazer uma preparação mais adequada.

Para ajustarmos nossa rota para a aprovação definitiva devemos analisar os seguintes pontos após uma reprovação:

1 – Você Está Prestando Concursos Que Cobram Conteúdos Muito Diferentes?

estudo

Fazer vários concursos é normal na vida de qualquer concurseiro mas preste atenção nesse detalhe. Se você está fazendo vários concursos com editais muito diferentes isso pode ser um problema na sua preparação. O concurseiro deve ter em mente que é sempre importante otimizar seu tempo de estudo, ou seja, é importante que ao fazer vários concursos o conteúdo de um sirva em grande parte para se fazer outro concurso. Se você gasta 100% do seu tempo na preparação de um concurso é recomendável que para o próximo você tenha que estudar muita pouca coisa nova. Aqui vale um teorema que grande empreendedores usam na administração do seu tempo e produtividade que é o Princípio de Pareto: Regra dos 80/20.

Essa Lei ou princípio diz que 80% das consequências advêm de 20% das causas. Em outras palavras, para encarar um novo concurso você deverá usar apenas 20% de esforço para aprender ou estudar coisas novas. O restante deverá ser apenas uma revisão de algo que você já vem estudando. Se você usar essa estratégia certamente vai aumentar significativamente suas chances de aprovação.

2 – Você não Fez a Pontuação Mínima em Uma Matéria que Achava que Sabia Muito?

Esse é um questionamento que você deve se fazer ao enfrentar mais de uma reprovação. Analise seus resultados. Veja se há alguma matéria em que você julgava saber muito mas que no momento da prova se tornou um verdadeiro pesadelo pra você. Observe se essa matéria é recorrente em outros concursos. Se nessa análise você verificar e identificar que não fez a pontuação mínima necessária em uma matéria, reforce essa matéria na sua preparação, principalmente com muitos exercícios. Ao identificar seus pontos fracos você se torna um candidato muito mais forte.

3 – Suas Reprovações São Sempre em Função das Mesmas Disciplinas?

Essa pergunta tem muito a ver com a anterior. Além de identificar se você não tem feito a pontuação mínima necessária em uma disciplina, você deverá identificar se essas disciplinas são as mesmas.

Ao fazer essa análise você terá todas as condições necessárias para ajustar seu plano de estudos. O Plano de estudos de um concurseiro é algo dinâmico, ele deve se ajustar as necessidades do concurseiro.

Lembre-se: Na sua jornada até uma meta, o que se ajusta é o caminho e não o seu objetivo.

4 – Falta Tempo No Momento da Prova?

tempo-enem-quando-750x375

Se você ao fazer suas provas constantemente sente que falta tempo, e nos últimos minutos fica desesperado com as questões que ainda faltam resolver bem como o tempo que para marcar o cartão resposta, então eu tenho algo pra te dizer… Você precisa administrar melhor o seu tempo!  Esse problema de sempre achar que falta tempo no final da prova se dá principalmente por você não saber administrar bem o tempo que gasta em cada questão. As vezes você leva tempo demais tentando resolver uma questão mais complexa e quando vai resolver outras mais simples já está com a mente cansada e estressada. O ideal é você reservar um tempo máximo de permanência em cada questão, lembrando sempre de reservar pelo menos 30 minutos no final para marcar o cartão resposta.

Para você melhorar seu desempenho e conseguir resolver as questões de forma mais natural e com mais calma, recomendo a realização de simulados. Reserve 4 horas para fazer uma prova, simulando exatamente o ambiente de prova. Isso vai fazer com que você melhore a forma como administra o tempo de prova.

O monitoramento do seu desempenho nas provas é fundamental para identificar e realizar ajustes onde for necessário e te tornar um candidato mais forte no próximo concurso. Tão importante quanto o monitoramento do seu desempenho é a avaliação dos seus resultados. Através da avaliação daquilo que você realizou em um concurso anterior é possível ajustar todo o seu planejamento.

Se você hoje reconhece que estuda de forma desorganizada e não segue um método então você precisa conhecer uma maneira eficiente para garantir uma preparação correta evitando erros básicos que podem te custar tempo, dinheiro e um esforço intelectual muito grande. Você deve conhecer  o Guia Prático para Passar em Concurso Público em 1 Ano.   

Você pode ler também um dos nossos artigos 4 Técnicas de Estudo Eficientes Para Concursos Públicos que vai te ajudar a ter muitas estratégias para se preparar para qualquer concurso.

Não se esqueça de deixar seus comentários e sugestões!

Um forte abraço!

maxresdefault

Written by Elmar Ricardo
Elmar Ricardo é um empreendedor digital que se dedica a ajudar várias pessoas de segmentos distintos. Nesse trabalho sua proposta é ajudar a todos que tem o sonho da estabilidade de um emprego público e estão lutando para realizar esse sonho.